sábado, 10 de junho de 2017

"Não toques" ao "toca aqui"

Eis o grito autoritário:
"Não toques"
porque podes
estragar, 
machucar,
partir
sujar,
danificar,
rasgar...
Numa palavra
«Afasta-te»!

O grito de Jesus
escutado por Tomé
é diferente:
«toca aqui»
Sim... toca,
não tenhas medo!
Contempla
a ferida
do coração
e nas suas entranhas
descobre 
o quando Deus
consegue perdoar
e no silêncio
sente o bater
de quem ama
até ao infinito...



quinta-feira, 8 de junho de 2017

A tecla ou caneta?

Ao colocar as palavras
Do coração numa folha digital
onde a tinta são pequenos píxeis
apercebi de quanto
é belo escrever com o punho
quando as folhas da vida
são rasuradas pelos erros,
regadas pelas lágrimas,
preenchidas de gargalhadas,
amachucadas pela tristeza,
moldurada pela felicidade,
envelhecidas pelo tempo
tudo perde a beleza
quando a máquina
comanda um texto.

Ser um Homem livre é ser
Capaz de pensar
Rasurar os erros do quotidiano
Usar a tinta do coração

Aprender “a aprender” a não errar…

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Alvorada

Através de um silêncio
inigualável e raro
um poderoso
raio de sol
tenta 
invadir
a escuridão
que cobre o
universo.

Na sua simplicidade,
acredita que tem 
dentro de si
a força de mudar
o mundo...

Lá vem ele 
criando caminhos
vencendo obstáculos
acompanhado pelo som do mar,
pelo cantar dos pássaros
e pelo anseio de luz 
de um coração deambulante.

Ao tocar no areal
dá-lhe outra cor
mostra outra beleza
que estava coberta
pelo negrume de uma noite.

Ó raio de sol,
obrigado por
mostrares 
as cores da vida
e pela tua luta
e pela tua persistência.
O que fizeste
tornou tudo mais belo...


segunda-feira, 5 de junho de 2017

Experiência de morte

Uma pequena semente
partiu para uma aventura
que exigiu
a sua audácia
a sua partida
o seu desapego
e por fim a sua morte...

No frio e no escuro,
a esperança foi travando
uma batalha...
O seu coração
começou a explodir
a dor foi vencida
pela valentia
de tão pequena
semente...

Um cabelo espreita
os olhos abrem-se
os braços estendem-se
e o que parecia perdido
sorri e diz ao meu ouvido:
VENCI...


sexta-feira, 26 de maio de 2017

O artista

Da vidraça da vida
Espreitei e contemplei
as cores que o artista 
expressou a beleza da sua arte
com o azul e o branco
nas suas diversas tonalidades
e nas mais belas formas.

Há momentos
em que não
se consegue ver o azul
e a vida pinta-se de negro
escurecendo 
o azul celeste...

Contemplar o céu
é descobrir 
que na palete da vida 
há inúmeras cores 
que se expressam
em sonhos
desejos
projectos...
todas as cores se unem
e guiadas pela mão
do artista da nossa vida
espelham a luz
que o céu transmite.



Recomeçar

Decidi continuar a deixar a minha marca digital neste espaço que a distância consegue aproximar vidas, corações e histórias. 

Rasgando o espaço temporal irei procurar imagens e pensamentos que mostrem o espaço imaterial e espiritual... 

Não sou nenhum escritor profissional, mas alguém que vasculha os sinais do Infinito no seu dia a dia e através deles compõem  pequenas reflexões. 

Não sou nenhum mestre ou guru espiritual, mas um homem que todos os dias toca no divino através dos sacramentos, nos sorrisos e nas lágrimas, na contemplação e na troca da palavras... mas especialmente no silêncio...


quinta-feira, 6 de abril de 2017

O poder da Palavra

Como pode 
uma palavra
encerrar em si 
tão grande força?


É fácil carregar 
o cartuxo das palavras
e atirar para o ar 
e até mesmo para o coração?


Será que a palavra
pode atingir 
de morte um sonhador?


Invadir o pensamento 
com vogais e consoantes
ou deixar que a palavra 
se possa construir?


Será que a 
ausência de palavras
silenciam 
os sentimentos?


Como pode 
uma imagem
usar mais palavras
que a própria palavra?


Como é 
que o vazio 
da palavra 
fere o coração?


Tantas perguntas
quando a solução é 
GUARDAR
a força
o silêncio

a escrita
a pausa
a escuta
o gesto
a fala 
que cada
palavra encerra
em si...

Se a palavra morrer
morremos com ela...

Se deixar a força que tem
a derrota da vida é certa...

Se esquecer o seu silêncio
a dor será exterminadora...

Escuta, guarda e partilha a palavra
para poder viver....





«Se alguém guardar a minha palavra, 
nunca verá a morte»


Partindo da Leitura de Jo 8, 51-59